Flores

TPL_IN

Cada um coloca as flores que deseja na sala da sua casa. Na verdade, tem gente que nem coloca flores – e nem outras plantas – no seu lar. As pessoas têm o direito de colorir suas vidas como acharem melhor. 

Eu entupo a minha vida com flores. Não apenas rosas, lírios e violetas. Mas com flores preciosas, que loja alguma pode me vender. O amor da minha mãe, por exemplo, é uma orquídea rara e bela, que admiro todos os dias, sinto o aroma e coloco em lugar de destaque na minha existência. 

O meu filho é uma tulipa, que me traz paz, sabedoria. Sinto-me completa e realizada por cuidar todos os dias de uma flor tão preciosa e de uma perfeição absurda. 

Meu marido é a minha rosa vermelha, que inspira paixão, amor, sensualidade. Me lembra todos os dias que sou uma mulher, gostosa, poderosa, amada. E que tenho o mais sublime dos direitos de me achar e sentir bonita. 

Amigos são violetas. Cada um tem a sua beleza única, mas elas reunidas fazem um visual incrível. Um é lilás, o outro rosa, o outro branco. E o colorido é que realmente faz a diferença. 

Tenho pena de quem não coloca flores na sua sala, na sua casa, na sua vida. Sinto muito por quem escolhe o preto e branco por ter preguiça de regar e cuidar de suas plantinhas. Fico muito chateada de entrar em um lugar sem uma florzinha sequer para alegrar. 

Mas cada um tem o direito de colorir – ou não – a sua vida como achar melhor. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar