Receita de bolo para criar filho

TPL_IN

Sabe o que seria muito bom? Se existisse receita de bolo para criar filho. Daquelas bem explicadinhas, com fotos, passo-a-passo e o segredinho da vovó. Mas, infelizmente, isso não acontece. 

Filho é um ser que parece que veio ao mundo com o propósito de te desafiar e fazer você pagar a língua por todas as coisas que jurou que jamais faria. Quer um exemplo? Eu sempre disse que achava um absurdo aquelas mães que não cuidam da alimentação dos seus filhos, que elas são umas bandidas e que é falta de amor no coração. Pois é... Depois que eu me tornei mãe, volta e meia tenho que recorrer a um bom e velho miojo ou então a um tenebroso pacote de bolacha recheada, porque nem sempre tenho tempo de preparar uma refeição nutritiva. 

Outra coisa muito engraçada é que eu sempre via filhos adolescentes terem comportamentos que eu não concordava e dizia “ah, se fosse meu filho”. Então, agora é o meu filho, e vez por outra ele faz alguma que eu não aprovo de maneira alguma, só que eu percebo que não vale a pena brigar por aquilo. Quer mais um exemplo? Meu filho quer passar o final de semana inteiro na frente do computador e por mais que eu argumente que ele tem que sair, ver os amigos, tomar um sol, ele diz que são os dias de descanso dele e o computador é sua melhor opção. Se fosse com o filho dos outros eu ia querer brigar, mas como é com o meu filho, acabo concordando. 

Filhos são um barato. Eles nos fazem ver que a nossa visão de mundo, metida a saber de tudo e ter resposta para todas as coisas são completamente equivocadas. Aprendi com o meu rebento que não preciso concordar com uma pessoa 100% das vezes e mesmo assim seremos os melhores amigos. 

E, podem dizer que eu sou mãe coruja, mas eu tenho o melhor filho do mundo – levando em consideração o meu mundo, claro. Acho que essa troca de experiências com alguém que eu educo é sensacional! E claro, hoje ele tem 15 anos. Acredito que se eu tinha que ensinar o que é certo ou o que é errado, já ensinei. Agora é hora de a gente trocar figurinha, conversar sobre o universo, dialogar sobre as loucuras da vida. 

Eu jamais obrigaria meu filho a fazer ou deixar de fazer alguma coisa. Sinto que estou fazendo um bom trabalho na maternidade e que estou oferecendo à sociedade uma pessoa fora do comum que é o meu filho. Mas que teria sido bem mais fácil de existisse uma receita de bolo, ah, isso seria!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar