Amor-próprio

TPL_IN

 

Passei anos da minha vida tentando compreender essa coisa chamada “amor-próprio”. Parecia um bicho de sete cabeças, algo completamente inatingível, uma boa e velha conversa para boi dormir. 

Seria leviano da minha parte dizer que eu passei a me amar de uma hora para outra. Que em um piscar de olhos passei a me achar a pessoa mais legal e linda do planeta. Velhos hábitos levam algum tempo para saírem de nossas vidas e nem sempre eles conseguem ser extirpados por completo, simplesmente arrancados e deixados de lado (ou melhor, de fora). 

Mas eu consegui mudar os meus padrões e a minha maneira de pensar ao passar a ver as coisas de outra forma. Enxergar o mundo com novas perspectivas e muito mais positivas, para cima e não para baixo. Exemplificarei: meço menos de 1,60m. Não existe força neste planeta capaz de me tornar uma pessoa alta. Eu posso saltar, plantar bananeira, fazer simpatia ou frequentar qualquer terapeuta do mundo, não passarei de uma pessoa com menos de 1,60m. Fiquei por longos anos da minha vida chateada com isso, pensando em “puxa, como eu seria mais feliz se fosse alta!”. Esse pensamento não me trazia absolutamente nada de bom! Eu não teria como mudar a minha estatura e todas as vezes que o pensamento me vinha à cabeça, me fazia triste. 

Até que chegou o dia que eu comecei a prestar atenção nos pontos positivos em ser baixinha. Sempre pareço mais jovem do que realmente sou e as pessoas fazem aquela cara de “nossa, você aparenta bem menos ”quando informo minha idade. Caibo em qualquer lugar que eu queria me enfiar e em shows eu consigo ir me enfiando no meio da multidão até chegar com tranquilidade em um lugar onde eu possa assistir tudo de pertinho. E o melhor: no avião eu estou sempre em uma posição confortável, sem problemas para pegar no sono rapidinho! 

O amor-próprio é isso: aceitar-se e enxergar os pontos positivos em ser exatamente aquilo que você é! Claro que se tem algo que te incomoda e você pode mudar, não pense duas vezes! Mas, se está fora da sua capacidade, aceite-se! Assuma-se! Sinta-se proprietário de si mesmo! 

Pode acreditar, o amor-próprio depende só de você! 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar